Arquivos da categoria: Sem categoria

Menção Honrosa 2016 (PCS-POLI-USP) – Ligia Zorello (Lassu)

Menção Honrosa 2016 (PCS-POLI-USP) – Ligia Zorello (Lassu)

A aluna Ligia Zorello (Lassu) comenta seu projeto de formatura voltado para “5G e Eficiência Energética”. Outros projetos que receberam menção honrosa junto ao PCS-Poli são apresentados.

Menção Honrosa 2016

Os alunos que tiveram seus Projetos de Formatura dos Cursos de Graduação do PCS premiados com Menção Honrosa em 2016 falam de seus projetos.

Publicado por PCS-POLI em Segunda, 19 de dezembro de 2016

Inauguração do Espaço Paideia – 22/11/2016

Inauguração do Espaço Paideia – 22/11/2016

Ontem, dia 22/11/2016, foi inaugurado o espaço Paideia, no Laboratório de Sustentabilidade (Lassu) da USP. O evento contou com a presença de autoridades da Escola Politécnica, da Universidade de São Paulo e da empresa Recicladora Urbana (patrocinadora da reforma).

O Espaço Paideia de Inovação e Inclusão Social é composto de 3 áreas: acervo tecnológico, área de co-criação e sala de aula e experimentação.
O acervo tecnológico abriga a mostra “Do computador de mesa ao computador de bolso”, que apresenta peças de informática e telecomunicações que datam desde 1980, incluindo computadores, notebooks, dispositivos de armazenamento, filmadoras, máquinas fotográficas, celulares e outros.
A área de co-criação é um espaço concebido para trabalho colaborativo de ideação e projetos usando técnicas como design thinking. Constitui-se de uma área com sofás, poltronas, mesas, lousa e projetor que viabilize um grupo de pessoas se reunirem para a discussão de um projeto ou ideias de maneira espontânea sem uma infraestrutura formal.
Por último, a sala de aula e experimentação deve ser usada para aulas teóricas e práticas. Deve abrigar o Programa Paideia, que tem como objetivo a capacitação de jovens aprendizes em microinformática e programação de computadores, além de cultivar valores como a cidadania e ética, preparando jovens para o mercado de trabalho e para exercer sua cidadania. Para saber mais acesse: PROGRAMA PAIDEIA.

15179038_1635519893132237_6400723736436818685_n

Confira as fotos do evento…

Proposta de monografia do MBA LASSU é classificada no Prêmio Santander

Proposta de monografia do MBA LASSU é classificada no Prêmio Santander

Paulo Ernani Bergamo dos Santos, aluno do MBA Governança e Inovação do Lassu, teve seu Resumo de Oportunidade Empreendedora classificado para a segunda fase do Prêmio Santander Empreendedorismo – Edição 2014. No total foram selecionados pela comissão julgadora do concurso os 150 melhores resumos dentre 20.106 projetos enviados a partir de 1.067 Instituições de Ensino Superior participantes. O trabalho submetido pelo aluno é resultado de sua monografia de conclusão de curso com título “Definição e Incorporação de um Processo de Tratamento de Resíduos Eletroeletrônicos em um Framework de Governança TI”.

O Prêmio Santander de Empreendedorismo é um concurso que visa apoiar e reconhecer a criação e o desenvolvimento de projetos de oportunidade empreendedora elaborados exclusivamente por estudantes de curso de graduação ou de pós-graduação, com perfis e posturas empreendedoras. A relação dos trabalhos selecionados pode ser obtida em http://www.santander.com.br/document/wps/projetos_empreendedorismo_out_14.pdf

Na torcida pelo sucesso do aluno nas próximas etapas, registramos toda a satisfação da equipe Lassu com a grande conquista!

Parabéns Paulo!

Como TIC contribui com a emissão de gás efeito estufa?

Como TIC contribui com a emissão de gás efeito estufa?

conceito 1120x408O crescimento da emissão de gases de efeito estufa (GHG Greenhouse Gases) relacionado às indústrias, usuários finais, redes de telecomunicações e data centers irá diminuir nas próximas décadas. Enquanto a taxa de crescimento entre 2002 e 2011 foi de 6.1% ao ano, a taxa de crescimento até 2020 é esperado que diminua para 3.8% ao ano (veja a figura abaixo).

A diminuição das emissões relacionadas à TIC irá ocorrer devido à redução de emissão dos próprios usuários finais. Os quais tiveram crescimento anual de 6.1% entre 2002 a 2011, e agora as projeções são de 2.3% ao ano.

A categoria de usuários finais é responsável por 53% das emissões de TIC (24% redes e 23% data centers), logo uma desaceleração no crescimento das emissões desses usuários leva a um grande impacto na taxa de crescimento total das emissões de TIC. Um dos principais fatores dessa redução é da expectativa de ganho em eficiência energética com a troca de PC por laptops, tablets (principalmente) e smartphones, além do uso de serviços de Computação em Nuvem.

Porém, haverá um crescimento na participação de TIC em relação às emissões globais, que era de 1.3% em 2002 para 2.3% em 2020. Isto se deve à grande e contínua entrada de tecnologias nas indústrias e empresas inseridas no contexto da economia global moderna.

Podemos observar que a emergência e a rápida adoção de dispositivos inteligentes como tablets e smartphones tem contribuído significativamente para a redução de emissões de GHG devido ao consumo limitado de energia elétrica pelos mesmos. Além disso, as tendências de virtualização de servidores, adoção de soluções de computação em nuvem e as abordagens de colocar dispositivos em modo de baixo consumo de energia, têm tornado as redes e data centers mais energeticamente eficientes. Tudo isso demonstra a grande importância de pesquisas e implantação de projetos na área.

Leia na íntegra: http://lassu.usp.br/content/como-tic-contribui-com-emissao-de-gas-efeito-estufa